terça-feira, 10 de agosto de 2010

Não Era Você

São Paulo, 10 de Agosto de 2010.

19h08

"Sobre o amor e o desamor... Sobre a verdade e a ilusão..."

Não era você...

Três singelas palavras que resumem todas as outras, ditas e não ditas, mas que no fundo levam a uma simples constatação...

Simples e dolorosa, por ser verdadeira...

Cruel, por não ter escrúpulos e desnudar o que se sente e o que não se sente...

Por revelar friamente, a incapacidade de não se entender ainda, o que é o amor...

E o medo, que vem a galope, zombando...

E traz consigo a obrigação de escolher entre ficar e dramatizar ou ir embora sem olhar pra trás...

"Sobre o porquê de tantos porquês... O meu querer é complicado demais..."

Greco.

3 comentários:

S.A.M disse...

Feche seus olhos e sinta teu coração.

O amor terá um risco iminente em nossas vidas, sempre, assegure-se sobre tudo da tua felicidade sobre qualquer outro sentimento....

Sempre quando me sucede algo assim, fico em Paz e lembro de uma famosa frase de Shakespeare:

"Lutar pelo amor é bom, mas alcançá-lo sem luta é melhor ainda!"

Desarme-mo-nos?

Beijao! ^^

Paulo Gomes disse...

O importante é aceitar e viver plenamente esse sentimento, com todas as contradições que lhe são características.
Desistir? É uma opção de cada um.
Eu ainda acho que vale a pena.
Abração.
Gostei do espaço, espero poder sempre ver coisas boas por aqui.

Edu disse...

Sobre o post que o Google Reader denunciou: "Porque sim. Por que não?"